O RETORNO (com Scarecrow)

O céu já se vestia de vermelho e púrpura, as luzes começavam a se acender na cidade. Leanan Sidhe fechou as cortinas do quarto num movimento único e virou-se para olhar Scarecrow. Ele, recostado na cama, parecia concentrado em algo que ela não conseguia definir. Após alguns instantes seus olhos encontram os da vampira, percebendo então estar sendo  observado. 

 

– Leanan? Precisamos voltar.

 

Mesmo sem emitir qualquer som, eram claras as palavras dele, que lhe chegavam aos olhos, ouvidos e mente. Leanan continuava a olhar para ele, sem reação. Estivera apática por meses, e Scarecrow respeitara aquele momento. Enquanto isso, o espantalho envolvera-se em atividades só suas, sem jamais abandoná-la, no entanto. Algumas vezes até mesmo a alimentara, providenciando o que ela precisava para sobreviver. Fora seu cavaleiro andante, mais do que nunca; seu protetor.

 

Mas o tempo estava passando, e embora nenhum dos dois pudesse ser afetado por ele, sabia que algo precisava ser feito.             

 

Scarecrow engatinhou até os pés da cama, aproximando-se de Leanan. Puxou-a para si, abraçando ternamente sua cintura, encostando seu rosto no corpo dela. A vampira aninhou-se entre os braços dele, sentindo que muito tinha a dizer. Mas sua voz presa negava-se a emergir, dando lugar a uma lágrima que descia solitária.

 

Ambos estavam em silêncio. Meses haviam passado e as aventuras, o gosto pela caça e os desafios haviam cessado. Agora a necessidade do ato predatório parecia gritar no interior de ambos, lutando contra um entorpecimento que se instalara e que precisava ser exorcizado.

 

Leanan viajou por suas lembranças, desde Vegaard, passando por vários países e o Inferno, o amaldiçoado local onde encontrou Scarecrow pela primeira vez, e de onde saíram juntos para nunca mais se separarem. Num furtivo olhar, ela pôde perceber que seu cavaleiro de palha também perdia-se em devaneios.

 

A solidão a dois cobrava seu preço, a fera interna gritava, Leanan precisava sair de seu casulo e ganhar a rua; os olhos de Scarecrow eram claros, onde ela fosse ele estaria: na vida, na morte, no sempre!

 

O calor que vinha do corpo de Scarecrow lhe pareceu o alento final. Muito havia acontecido, muito mais haveria de acontecer, era preciso viver esse orgulho. Os inimigos estavam sempre por perto, para divertirem-se a qualquer custo, por mais barato que fosse.

 

Leanan levantou-se, procurou banhar-se com esmero e em pouco tempo era novamente aquela irresistível assassina que fascinou o Paraíso e o Hades.

 

O vento da noite soprou em seu rosto. Confiante, observou a cidade ao longe. Era hora de caçar, hora de voltar a plantar o medo no coração dos homens.

 

Numa última olhada para trás, viu seu protetor a postos. Ele lhe sorria, estava tudo pronto. Aquela seria a primeira de muitas noites de sangue!

 

Anúncios

~ por EstelaZ em março 12, 2006.

Uma resposta to “O RETORNO (com Scarecrow)”

  1. Oi!
     
    Parabéns pelo blog, tá muito massa. Gostei das histórias. Mas tenho uma dúvida: a Leanan e o Scarecrow são amantes? Nesse conto (O Retorno) a sena entre eles parece bem íntima, típica de namorados, amantes, essas coisas. Só que nos outros contos eles são meio distantes, ela é fria, sei lá…
     
    Beijo e espero novos contos (vi que o blog tá meio parado)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: